25 de setembro de 2022
Cultura Notícias Saúde Tecnologia

Apple Watch no Brasil agora tem função de eletrocardiograma

Por Luciana d’Anunciação

Se você é fã de tecnologia e praticidade, possivelmente já pensou em ter um smartwatch. Os chamados relógios inteligentes integram as funcionalidades de um smartphone e um relógio digital em um mesmo aparelho. Com ele, você consegue ter os principais apps do celular ao alcance dos seus dedos, receber as notificações, responder e-mail por voz e até mesmo, atender ligações.

Para quem além de antenado nos avanços tecnológicos, também quer manter um estilo de vida saudável, com os smartwatchs já é possível medir batimentos cardíacos, calcular a frequência, contar os passos e ainda lembrar você de fazer atividades físicas diariamente.

Neste concorrido mercado, disputado por empresas como Xiaomi, Samsung, Iwo e Apple, a criadora do Iphone espera conquistar mais usuários com um novo recurso: fazer teste cardíaco diretamente no pulso.

A funcionalidade estará disponível para as gerações 4 e 5 do Apple Watch, a partir da próxima atualização de watchOS e iOS. Com o recurso, será possível fazer um eletrocardiograma direto do pulso e registrar o ritmo cardíaco, o que auxilia na identificação da fibrilação atrial (AFib), tipo mais comum de arritmia cardíaca.

A Anvisa liberou no Brasil o app ECG e as notificações cardíacas como “produtos de software para dispositivos médicos Classe II”. Importante destacar que, conforme orienta a agência reguladora, os recursos do Apple Watch servem como medida complementar, mas não substituem os exames clínicos. O app não é capaz de detectar ataques cardíacos e nem sintomas relacionados à pressão alta ou colesterol alto.

O recurso funcionará no Apple Watch 4 ou Apple Watch 5, em conjunto com o iPhone. Nas gerações mais recentes, o smartwatch conta com eletrodos na Coroa Digital (o disco lateral) e na parte de trás, que fica em contato permanente com o pulso. Estes sensores trabalham em conjunto para a geração do eletrocardiograma de derivação única.

Para ativar o app ECG, posicione o polegar sobre a Coroa Digital e aguarde 30 segundos. O Apple Watch faz a leitura e classifica os resultados: fibrilação atrial, ritmo sinusal, frequência cardíaca alta, frequência cardíaca baixa ou inconclusivo. Você tem ainda a opção de adicionar no smartwatch os sintomas que está sentindo. Se detectar um ritmo cardíaco irregular em cinco medições realizadas durante um período mínimo de 65 minutos, a funcionalidade avisará o usuário com uma notificação.

Comprovação científica

Um ensaio clínico com aproximadamente 600 participantes foi realizado para avaliar e validar a capacidade do app ECG de classificar com precisão os registros de um eletrocardiograma como fibrilação atrial e ritmo sinusal. O estudo comparou a classificação do ritmo cardíaco feita pelo app ECG de um ECG de derivação única com um a classificação de ritmo cardíaco feita por um cardiologista de um ECG de 12 derivações.

Os resultados do estudo apontaram que o aplicativo conseguiu classificar 87,8% dos registros e nestes, demonstrou 98,3% de sensibilidade na classificação de AFib e 99,6% de especificidade na classificação do ritmo sinusal.

O recurso de notificação de ritmo cardíaco irregular foi pesquisado no Apple Heart Study, maior estudo de triagem sobre detecção de fibrilação atrial já realizado e um dos maiores ensaios clínicos cardiovasculares já conduzidos no mundo, com 400 mil participantes.

O app ECG no Apple Watch pode ser uma boa opção para quem pode investir em saúde em tecnologia e tem histórico familiar de problemas cardíacos.

E se você tem interesse no desenvolvimento de soluções tecnológicas para a área da saúde, confira os cursos de Engenharia da Computação e Ciência da Computação da Newton. E participe do desenvolvimento de novos avanços e inovações que podem salvar vidas.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments