6 de outubro de 2022
Carreira Notícias

Humanização e estratégia: o valor do profissional do RH durante a pandemia

Por Leilane Stauffer

Lidamos com um momento em que processos desaparecem, processos surgem, adequações de mercados e negócios estão sendo constantemente realizadas. No ambiente organizacional, as empresas passam a lidar com um novo indivíduo, transformado por todas essas mudanças. E, neste cenário corporativo, o funcionário, o primeiro com o qual a empresa se relaciona, também não será mais o mesmo. Diante disso, uma constatação se reforça: quão estratégica e importante é a função do profissional de Recursos Humanos.

Na avaliação do coordenador do curso de Gestão em Recursos Humanos da Newton, Leandro Diniz, a crise do novo coronavírus trouxe um novo olhar para esses profissionais que atuam no RH das organizações. “Com a pandemia, houve uma ruptura funcional nos modelos de trabalho. Os gestores de RH passarão a ter um papel estratégico na retenção e captação de ativos intelectuais que possam trazer valor agregado para as empresas”, analisa.

Na gestão de recurso humanos, entre os desafios das empresas no período da pandemia e posteriormente, estão saber lidar com o home office, manter os bons profissionais envolvidos e engajados na rede de colaboradores e cuidar das pessoas. Na visão de Leandro, gostar de pessoas, saber lidar com elas e entendê-las são diferenciais dos recrutadores. “É preciso que os profissionais do RH estejam orientados pelas competências socioemocionais e consigam humanizar o ambiente de trabalho”, constata.

Tecnologia aliada à humanidade

Para Diniz, o momento também tem mostrado como os recursos tecnológicos somam, e não se sobrepõem, à gestão humana. “A pandemia trouxe um olhar de que as relações pessoais serão decisivas na manutenção e construção de novos negócios”, observa.

Também mestre em Administração, o professor pontua que a pandemia ainda trará grandes reflexões para as empresas. “O que vemos, em termos de administração, ainda é a ponta do iceberg. Contudo, é inevitável que as pessoas busquem melhores experiências, que sinalizem boas mudanças, e essas melhores experiências só serão possíveis por meio de gestão de pessoas.”

O curso de Gestão em Recursos Humanos da Newton busca formar gestores de RH antenados em competências socioemocionais e em vantagem competitiva. Durante dois anos do curso tecnólogo em EaD, o aluno entende o olhar de que o setor de recursos humanos deixa de ser um departamento e passa a ser parte fundante da empresa. Conheça mais aqui.