22 de fevereiro de 2024
Notícias

Maior evento de ciência espacial do Brasil, Science Days reuniu mais de 2.200 jovens na Newton

A nova geração tem tido muitos interesses grandiosos, como mudar o mundo ou explorar o espaço. No entanto, para os brasileiros, esta é uma área difícil de entrar. Por isso, aproximar os jovens da ciência, tecnologia e astronomia foi um dos objetivos do Science Days, evento gratuito para estudantes do ensino médio.

Realizado pela segunda vez em Minas Gerais, o evento foi promovido Fundação Michaelis em parceria com o Centro Universitário Newton Paiva e a Agência Espacial Brasileira (AEB). Os alunos tiveram acesso a palestras, exposições e 19 oficinas hands-on. O evento foi realizado nos dias 21 e 22 de março e reuniu 32 escolas de Belo Horizonte e aproximadamente 2.400 jovens.

Segundo Jeff Michaelis, diretor da KSC International Space Academy, programa global de incentivo à educação espacial, é fundamental estimular inovações espaciais, novas formas de trabalho voltadas ao nicho científico e suas tecnologias. “Hoje, temos 12 jovens brasileiros trabalhando na área espacial. Eu os conheci quando eles tinham apenas 14 anos de idade aqui no Brasil. Esse ano, já estamos recrutando embaixadores para se juntarem à equipe”, afirmou.

Durante o evento, os estudantes puderam participar da construção de um satélite similar ao convencional. Também assistiram a montagem de uma cadeira de rodas para pets. Além disso, o Science Days contou com diversas palestras sobre o conceito de New Space Sats. “Já estamos fazendo esse trabalho há sete anos e Belo Horizonte é uma cidade muito especial.  Uma das nossas missões é que queremos atender estudantes de A à Z, ou seja, não importa de onde ele vem”, conta o Jeff.

A pró-reitora de Newton, Patrícia Klahr, conta que é o segundo ano consecutivo do Science Days em terras mineiras. “Estamos muito felizes de receber as 32 escolas de Belo Horizonte para vivenciar dois dias de ciência”, conta.

Responsável pela organização do evento, a Newton aproveitou para mostrar aos alunos que existem centros universitários que podem abrir as portas da ciência espacial para eles. Além disso, também apoia a iniciativa a cônsul norte-americana, Katherine Ordoñez, que incentiva mulheres a fazerem parte da área e a se destacarem.

O evento viaja por vários países da América Latina, buscando especialmente meninas que se interessem pela área que é majoritariamente masculina. “O Science Days já era grande ano passado e neste ficou ainda maior”, conta Katherine. O Brasil não é só parceiro dos Estados Unidos na Terra, mas também no céu. Os países assinaram um acordo para levar a primeira mulher para a Lua. “Estaremos juntos em um aprendizado, mas de uma forma diferente”, finaliza a cônsul.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments