25 de setembro de 2022
Carreira Notícias Saúde

Resiliência no ambiente de trabalho: 5 aptidões pessoais necessárias para crescer profissionalmente

Por Ítalo Mendes

A ideia básica de resiliência não é mais novidade em nosso dia a dia. Hoje, com uma busca básica no Instagram, é possível visualizar mais de 5 milhões de publicações utilizando a hashtag com esse tema. A maior parte delas com frases motivacionais, algo como: “às vezes precisamos passar pela dor para tirar lições de aprendizado”. Porém, mesmo tendo se tornado um clichê “instagramável”, é válido voltar um pouco mais para justificar a essência significativa da palavra.

O conceito de resiliência parte do latim “Silie” (Saltar) e Re (Novamente) ganha força na terminologia dos estudos da física, que a usa para determinar a capacidade de um material retornar ao seu estado natural, após ter recebido alguma força que o tenha deformado. Seguindo esta linha de pensamento, a psicologia adotou o termo para definir aquelas pessoas que têm competências para se ajustar a novas situações e sabem lidar emocionalmente com as frustrações que ocorrem ao longo da vida.

Sabendo que essas habilidades são indispensáveis para a vida pessoal, as concepções também tornaram-se fatores fundamentais para quem deseja ter um bom desempenho na vida empresarial. As empresas começaram a buscar por aqueles profissionais capazes de suportar e resolver os empecilhos que podem surgir no universo corporativo: pressão, cobranças, crises, competitividade, dentre outros.

Por isso, listamos 5 aptidões importantes para você se manter resiliente e se destacar no mercado de trabalho.

1. Autoconfiança

Autoestima e autoconfiança são palavras que combinam muito bem. Se você tem a compreensão das suas qualidades e daquilo que sabe fazer bem, terá potencial para tomar decisões, quando situações inesperadas surgirem.

Um colaborador autoconfiante consegue mensurar os pontos positivos e negativos em momentos decisivos, ficando apto para escolher o próximo passo, sem pânico e com consciência das consequências que isso irá ocasionar.

2. Obstinação

Muitas vezes nos estressamos com determinada situação no trabalho por ainda não ter o conhecimento ou a experiência para lidar com aquele cenário. Aproveite os momentos difíceis para perceber as suas lacunas de informação e evite que isso volte a ocorrer.

Faça pergunta aos profissionais mais experientes e busque se especializar. Pesquise na internet, faça cursos, assista a palestras ou ao que for necessário para se aprimorar. Voltando ao primeiro tópico, esse conhecimento também promete gerar mais segurança e autoconfiança.

3. Empatia

Trabalhar em equipe é uma maneira direta de ter que sair da sua zona de conforto. A partir do momento em que você se candidata a uma vaga, deverá estar preparado para lidar com as diferenças. Portanto, pratique a empatia.

Coloque-se no lugar dos outros, porque é certo que todos têm seus dias complicados na empresa. As habilidades que você utiliza para se reestabelecer nos seus momentos complicados também podem auxiliar o próximo.

Se você estiver preparado para ajudar outra pessoa quando ela precisar, a chance de ter alguém para direcionar você nos momentos de complexidade é maior. Ser empático é uma virtude importante que irá resultar em relações de mais confiança, fazendo com que você se sinta mais tranquilo mesmo nos momentos mais improváveis.

4. Paciência

É importante não confundir a capacidade de tomar decisões com o imediatismo. Se a conjuntura é desafiadora, não aja de forma precipitada: pare, pense e divida em etapas as suas ações. 

Em alguns casos, a ansiedade domina porque, por ocasião do destino, todos os problemas decidem surgir de uma só vez. Defina as suas prioridades e passe um obstáculo por vez, sempre lembrando de respirar antes de dar qualquer passo.

5. Equilíbrio

A maçã de Isaac Newton e o banho de Arquimedes têm algumas coisas em comum. São duas revoluções em nosso conhecimento científico que surgiram nos momentos mais inesperados possíveis.

Pensar o tempo inteiro no problema pode resultar em estafa e só dificultar o seu momento criativo. Tenha um hobby e procure relaxar. Quem sabe esse descanso vai repercutir no seu próprio momento “EUREKA!”.

Além das dicas, um acompanhamento profissional será sempre uma recomendação importante quando o assunto é estresse no trabalho. Ter alguém especializado para poder conversar sobre as suas dificuldades em lidar com as situações e para avaliar o seu estado emocional é essencial.

A Clínica-Escola de Psicologia da Newton presta atendimento para pessoas de todas as idades, com terapia familiar, avaliação psicológica, palestras para a comunidade, plantão psicológico e, claro, orientações para desenvolvimento de carreira.

Conte com a nossa equipe e entre em contato para ter todas as informações: (31) 3516.2662