28 de setembro de 2022
Carreira Notícias

Aprenda mais sobre educação financeira e faça escolhas para ter um futuro seguro

Por Lígia de Matos

Você pensa em seu futuro? Com certeza, a resposta é sim! Mas sobre seu futuro financeiro? Já pensou nisso? Nunca é tarde para começar a ter uma educação financeira. Em qualquer idade, ela contribui para garantir segurança e tranquilidade.

O primeiro conselho é sempre começar a poupar, mesmo que seja só um pouquinho. Mas, se não der, existem várias outras formas de se organizar. Investimentos e seguros, por exemplo, que podem te ajudar a se proteger diante de situações adversas.

Previdência Privada

Não existe idade certa para começar a investir em uma previdência privada, mas a dica é a mesma: quanto antes, melhor! Os pais e responsáveis podem investir em planos para os filhos ainda crianças. As parcelas podem começar pequenas e ir aumentando gradativamente e, se for o caso, essa quantia pode até ser usada para pagar a faculdade, ajudando no orçamento familiar.

Se você tiver acabado de entrar no mercado e quiser investir, estabeleça um percentual inicial e vá atualizando ao longo dos anos. Existem dois tipos de previdência, o PGBL (Plano Geral de Benefícios Livres) e o VGBL (Vida Gerador de Benefícios Livres) e é você quem controla os ajustes.

Para ajudar a escolher entre os dois, aí vai uma dica importante. Normalmente, o PGBL é mais indicado para quem faz a declaração completa do imposto de renda e o VGBL, para quem faz a declaração simplificada.

Fundos de investimentos

Se a sua ideia for mais ousada, como aplicar em fundos de investimentos, tenha em mente seus objetivos e estabeleça estratégias. Existem fundos para os mais variados perfis e com valores iniciais bem acessíveis.

Quem quer resultados em curto prazo precisa ser mais conservador e focar nos fundos de renda fixa, como os DI, que têm rentabilidade esperada próxima à taxa de juros CDI (média dos juros praticados pelos Certificados de Depósitos Interbancários).

No caso de médio prazo, arrisque um pouco mais. Os fundos multimercados alocam os ativos de suas carteiras em diversos mercados, como renda variável (ações em bolsa), renda fixa (ativos pré e pós-fixados), moedas, inflação, commodities, ativos no exterior, entre outras opções.

E se o seu caso for a longo prazo e puder aguentar as oscilações do mercado, busque investimentos em Renda Variável ou Previdência Privada, como já falamos a respeito.

Seguros de Vida

Esta é uma opção já bastante conhecida, que busca proteger você contra quaisquer imprevistos. Não apenas o de vida, mas o de carro, imobiliário e vários outros. Um bom planejamento financeiro sempre inclui um bom seguro.

A finalidade dos seguros é garantir a tranquilidade da pessoa e seus familiares contra imprevistos, como morte, invalidez e doenças. Pode ser de grande ajuda para pessoas de todas as idades, mesmo sem ter dependentes.

Para se ter uma ideia, se você precisar por algum motivo, o Seguro de Vida Resgatável possibilita reaver parte do que foi pago ainda em vida. Isso pode ser muito útil.

Agora que apresentamos algumas opções. Avalie se alguma delas se encaixa no seu orçamento. Que tal começar a desenvolver a educação financeira na sua vida?

E se você tem interesse em se especializar em práticas financeiras, conheça o MBA em Finanças e Controladoria da Newton.