5 de outubro de 2022
Carreira Notícias Tecnologia

Brasil se destaca na América Latina por iniciativas de Inteligência Artificial

Por Luciana d’Anunciação

O estudo “O impacto da Inteligência Artificial (IA) no empreendedorismo da América Latina”, realizado em conjunto pela Everis e Endeavor aponta que o Brasil se destaca com 42% das iniciativas de adoção e desenvolvimento da Inteligência Artificial (IA) na América Latina. Os dados do relatório, apontam que a IA será o motor da transformação tecnológica, capaz de concentrar grande parte da produtividade econômica e o crescimento dos países.

Contudo, mesmo com a aceleração da onda de digitalização global, e o crescimento robusto no uso de IA em toda a região, o desenvolvimento de Inteligência Artificial ainda tem muito o que amadurecer. De acordo com o levantamento, a escassez de talentos, a pouca adoção da tecnologia e a ausência de políticas públicas construtivas são os principais desafios que dificultam o maior avanço da tecnologia.

O estudo apontou que, nos países da América Latina, o uso de Inteligência Artificial cresceu de 32%, em 2018, para 48%, em 2020, sendo que o número de empresas de IA aumentou de 120, em 2018, para 206, em 2020. A adoção e uso de Inteligência Artificial é uma tendência em alta na região. O mercado tem previsão de crescimento anual, no período 2018-2022, de 38%, num mercado de US$ 70 bilhões.

Segundo dados da Endeavor Intelligence, a expansão do mercado de Inteligência Artificial pode ser constatada também pelo volume de vendas, em torno de US$ 4,2 bilhões. E também pelo montante de investimentos recebidos de empreendedores latino-americanos, cerca de US$ 2,2 bilhões, com a geração de 38 mil empregos.

Apesar deste quadro positivo, o desenvolvimento de IA ainda está em fase inicial no continente latino-americano. 55% das empresas foram fundadas há poucos anos, entre 2014 e 2017. O investimento médio do setor ainda é baixo, entorno de US$ 528 mil. Além disso, o uso de deep learning é ainda restrito, em relação as técnicas de machine learning tradicional.

A baixa maturidade do setor na América Latina também é apontada pelo Artificial Intelligence Index Report 2019, realizado pela Stanford. O relatório indica que somente 0,2% das citações em patentes e 1,7% dos artigos publicados em revistas científicas sobre Inteligência Artificial são de autores latino-americanos.

Na edição de 2020 do levantamento, foram entrevistadas 136 das 490 empresas latino-americanas identificadas. Os dados utilizados pelo estudo foram baseados no Índice de Nível de Inovação e Crescimento IA (INICIA). A metodologia desenvolvida pela Everis, avalia entre outros critérios, ano de fundação, grau de maturidade das empresas, volumes de vendas, empregos gerados e investimentos recebidos.

De acordo com o estudo, os grandes desafios das empresas de Inteligência Artificial na América Latina são:

· Escassez de talentos – Tanto pela dificuldade da geração de novos talentos nas universidades, devido a saída de pesquisadores e professores para trabalhar nas big tech; quanto pela baixa confiança com os desenvolvedores locais e a limitada retenção de talentos nas startups diante das big techs concorrentes.

· Adoção da tecnologia – Razões como desconhecimento, incertezas de mercado e de jurisprudência e, até mesmo, expectativas pouco realistas por parte dos clientes são algumas das que restringem a adoção abrangente da Inteligência Artificial.

· Ausência de políticas públicas construtivas – Os governos latino-americanos ainda não realizam investimentos suficientemente relevantes no desenvolvimento de empresas de IA e da educação tecnológica. Além disso, em relação ao uso da Inteligência Artificial, não existe um modelo regional de proteção de dados e privacidade, baseado nos princípios de confiança, segurança e direitos fundamentais.

Você tem interesse em atuar na área de tecnologia, inovação e desenvolvimento de Inteligência Artificial? Quer ter uma carreira neste que é um dos segmentos mais promissores do ramo tecnológico? Então conheça o curso de Engenharia de Controle e Automação da Newton! Para quem já é profissional da área e quer se aprimorar e atualizar seus conhecimentos, tem ainda a opção de Pós-graduação, a Especialização em Inteligência Artificial Aplicada (Machine Learning).

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments