28 de setembro de 2022
Carreira Notícias Tecnologia

Cloud computing: um mercado para novas profissões

Por Geraldo Paim

Não faz pouco tempo que a nuvem está presente no vocabulário do internetês. Mas, até poucos anos, o recurso era lembrado quase sempre para se referir ao espaço de armazenamento de arquivos.

Atualmente, a nuvem é a tecnologia que mais cresce no mundo digital e na qual mais se investe. Um estudo da IDC afirma que 53% das empresas apostam no cloud computer com o objetivo de aumentar a receita.

Tem funcionado, tanto que marcas do tamanho da Netflix, Spotify, Adobe e Uber contam com a nuvem para grande parte de suas operações. Levantamento da Gartner Consultoria indica que 80% das empresas terão migrado para o serviço de nuvem até 2025.

Ao invés de manter servidores e data centers, é possível acessar, através da nuvem, diversas demandas ligadas à tecnologia de uma empresa. O que proporciona economia, não só financeira, mas também de espaço, além de flexibilidade no planejamento de uma empresa. 

A nuvem permite desenvolver softwares, realizar análises de big data, executar aplicativos web e a virtualização de dezenas de processos de uma organização.

O melhor é que provedores de nuvem cobram o serviço conforme o uso. Isso estimula a criação de iniciativas diversas, de aplicativos de entrega a startups de prestação de serviços, bancos, hotéis e hospitais. Amazon, Google, IBM e Microsoft são algumas das empresas que oferecem o serviço de cloud computing.

Nesse novo mundo que se apresenta, vai sobrar pra quem? No bom sentido :). Para o profissional de Tecnologia da Informação! Essa versátil figura, que já está acostumada a dar update no conhecimento a cada nova manhã, será ainda mais necessária e procurada daqui para frente.

Segundo o portal GeekHunter, voltado para os profissionais do ramo, houve um aumento de 50% na procura por arquitetos de nuvem no ano passado. Como em 2020 os impactos da pandemia tornaram a nuvem uma opção ainda mais providencial, a tendência é que a oferta de vagas para os TI continue crescendo. 

O arquiteto de computação em nuvem é o principal entre os novos cargos demandados pela alta do cloud computing, a saber:

Arquiteto de computação em nuvem

Também chamado de arquiteto cloud, ele planeja, implanta e supervisiona todo o sistema de nuvem de uma empresa. Ele atua desde a escolha do modelo do provedor até criar design dos aplicativos usados na cloud.

Engenheiro de migração

É preciso que tenha experiência em desenvolvimento de sistemas e configurações de rede. Ele vai identificar problemas, avaliar dados e projetar soluções para qualquer entrave.

Engenheiro de software para cloud computing

Profissional especializado em softwares relacionados à computação em nuvem.

A consolidação da presença da nuvem desenha um horizonte ainda mais expansivo para Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Quadro automaticamente convidativo para o profissional da computação. 

Toda essa demanda acontece e cresce nesse exato momento! O profissional de Tecnologia da Informação e Ciência da Computação, que desejar seguir esse caminho, precisa estabelecer conhecimentos em:

  • Programação
  • Desenvolvimento de aplicativos móveis
  • Virtualização
  • Segurança de sistema

Esses são conhecimentos básicos para quem cursa a graduação em Ciência da Computação.  Saiba mais sobre o curso, na Newton, e se inscreva!