5 de outubro de 2022
Carreira Cultura Notícias Saúde Tecnologia

Hábitos saudáveis e autocuidado: combatendo o estresse do cotidiano

Por Leilane Stauffer

Como você avalia o seu nível de estresse no cotidiano? Com a rotina acelerada, as demandas da vida moderna e o atual momento da pandemia do novo coronavírus, não é fácil escapar dos momentos e das situações que nos deixam estressados.

Informações do Ministério da Saúde alertam que o estresse é responsável por mais de 130 milhões de infartos no Brasil. A falta de atenção ao estresse pode repercutir em doenças como hipertensão, diabetes, alterações na tireoide, e na Síndrome de Burnout. Essa última, caracterizada por picos de estresses recorrentes, cansaço excessivo, esgotamento físico e mental, tem chamado atenção dos profissionais da saúde especialmente no momento de pandemia.

Também conhecida como Síndrome do esgotamento social, a doença tem relação próxima com a sobrecarga de trabalho, manifestando-se em pessoas cuja profissão exige envolvimento interpessoal intenso e as relações de trabalho são marcadas por excesso de demandas. Na pandemia do novo coronavírus, com o distanciamento físico e a instauração do home office, especialistas analisam que a rotina de trabalho exercida em casa acaba não delimitando a jornada profissional. O indivíduo fica mais exposto a longas horas de trabalho, desencadeando o esgotamento psicológico.

Para lembrar a você a importância do descanso e do controle ao estresse, separamos algumas ações que podem ser colocadas em práticas no dia a dia. Acompanhe:

1. Identifique as fontes do estresse

O primeiro passo é identificar o que provoca o estresse em você. Ao detectar os motivos da irritação, é possível propor o exercício de não se manter na situação que causa desconforto.

2. Estabeleça limites

Não é a primeira vez que abordamos quão importante é definir as prioridades para não sobrecarregar a mente e as emoções. O exercício de saber dizer “não”, por exemplo, é um dos pontos essenciais para controle melhor a rotina e as prioridades. Outro aspecto importante é ter consciência da regra do “agora”, elencando quais são as tarefas pessoais e profissionais que são urgentes e o que pode esperar.

3. Faça exercícios de respiração

Poluição sonora, visual e acúmulo de atividades costumam ser gatilhos para o estresse. Por isso, um momento de conexão com você mesmo é importante! Fechar os olhos, sentar em uma posição confortável e se concentrar apenas na sua respiração. A dica é de inspirar profundamente contando até cinco e expirar. É possível também realizar, ao longo do dia, uma respiração diafragmática, promovendo relaxamento e alívio do estresse.

4. Cultive ambientes saudáveis no trabalho

Como vemos, não é raro a fonte de estresse e sofrimento estar associada ao trabalho. Por isso, avalie o que é importante para você no convívio profissional. O trabalho de Carreiras pode nos ajudar, também nesse sentido, entendendo onde estamos e para onde desejamos ir.

5. Peça ajuda

A rede de apoio é fundamental para o enfrentamento de problemas, sejam eles os estresses diários ou questões com repercussões mais longas, como perdas, doenças entre outras questões. Pedir ajuda – inclusive, profissional – reduz a pressão e nos ajuda a buscar soluções assertivas que minimizam o sofrimento.

Qual assunto sobre equilíbrio e bem-estar você gostaria de ver aqui, no Blog da Newton? Conte pra gente!