6 de outubro de 2022
Carreira Cultura Notícias

Iniciativa Design By Women destaca a importância da participação feminina no desenvolvimento do design e da arte nos últimos século

Por Lígia de Matos

Aos poucos, a sociedade busca caminhos para se redimir de algumas graves injustiças, principalmente em relação à luta de gêneros. Um novo projeto intitulado Design by Women traz luz a uma categoria de profissionais e artistas: as designers.

Uma iniciativa do Stewart Program for Modern Design e Montreal Museum of Fine Arts criou um portal – ainda em construção – para apresentar os perfis e trabalhos de grandes artistas desde 1900 com objetivo de promover maior visibilidade para as contribuições de mulheres designers de todo o mundo, com foco nas esferas de processo de intersecção e produção industrial, corrigindo essa lacuna histórica.

O site Design by Women (https://designedbywomen.org/) atualmente no ar é uma prévia do projeto completo, e já traz relevantes informações, principalmente, imagens dos projetos de grandes nomes como Peggy Ackerly, Freda Diamond, Ray Eames, Florence Knoll, Margaret De Patta, Ruth Reeves, Merry Renk, Ruth Adler Schnee, Eva Zeisel e muitas outras.

A plataforma disponibiliza galerias de imagens, entrevistas com as designers e inclui também uma linha do tempo, desde 1940, além de entrevistas em vídeo e texto e exemplos de projetos revolucionários, mas pouco divulgados.

Segundo os realizadores, “o mundo do design industrial historicamente foi masculino e o mundo dos objetos foi sempre dividido entre homens criadores e mulheres consumidoras”. O projeto oferece um outro olhar, já que mulheres são criadoras desde tempos imemoriais, desde a feitura de cestos e tecidos, até a cerâmica e joias, por exemplo.

A ideia da iniciativa é celebrar o trabalho das mulheres no seu esforço por aceitação e reconhecimento, bem como documentar, aprofundar, explorar, exibir e celebrar o trabalho de diversas criadoras que, desde 1900 até o presente, ajudaram a criar e aprimorar o design em todo o planeta. Foi selecionado um time internacional de curadoras, que inclui nomes como Jeannine Falino, Pat Kirkham, Jennifer Laurent e Penny Sparke.

Resenha] Combustível criativo: aprendendo com Paula Scher – Pablo Morais  Blog Arquitectônico
Paula Scher,  uma das designers gráficas mais influentes do mundo.

A proposta do projeto é também apresentar, no site, uma exposição virtual, com foco especial no design do século atual e um banco de dados pesquisável de todas as obras de mulheres na coleção Stewart de Montreal, complementado por entrevistas em vídeo com designers. Estão presentes o trabalho, por exemplo, a tipografia pop de Paula Scher, o modernismo dos móveis desenhados por Lilly Reich, o trabalho visionário da arquiteta e designer Zaha Hadid, a mistura entre o natural, o biológico e o natural de Neri Oxman, e muito mais.

Os organizadores também ressaltam que o reconhecimento das mulheres foi lento até que uma combinação de mudança social e erudição ao longo dos últimos 50 anos começou a reverter essa tendência. Obras de designers do século 20, como Eileen Gray e Ray Eames, são apresentadas em museus, livros e no mercado de hoje, mas sua presença ainda é pálida em comparação com a dos homens. As mulheres enfrentam uma contínua lacuna de gênero nas artes. O reconhecimento, a promoção e a compensação continuam atrás dos homens, e as mulheres negras trabalham mais arduamente em sua luta por aceitação e reconhecimento.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments