5 de outubro de 2022
Carreira Cultura Notícias

O sucesso dos documentários originais Netflix: Assista 5 filmes imperdíveis que estiveram na disputa do Oscar

Por Ítalo Mendes

Além das suas produções originais de longas, curtas e séries ficcionais de sucesso, a Netflix tem em seu catálogo uma lista de documentários próprios que vem conquistando os críticos e as premiações nos últimos anos. Em 2021, na corrida para o Oscar, a plataforma de streaming superou seu próprio recorde e conquistou 35 indicações, superando as 24 do ano anterior. Desse total de candidatos, três deles estão nas duas categorias dedicadas às histórias documentais: Crip Camp e My Octopus Teacher concorrendo como Melhor Documentário; e A Love Song for Latasha, competindo para ser o Melhor Documentário de Curta-metragem do ano.

Acompanhe este retrospecto de recentes sucessos, com dicas especiais, para você clicar e assistir agora mesmo. Veja abaixo a nossa lista com cinco documentários originais Netflix que disputaram na prestigiada noite da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, o Oscar.

1 – The Square

Estreante da plataforma na premiação, The Square pode não ter vencido o Oscar de 2014, mas foi consagrado no Festival de Sundance de 2013, levando o Prêmio do Público para o Cinema Mundial na categoria documentário. Além disso, acumulou na prateleira três prêmios Emmy.

O filme mostra detalhes das manifestações e protestos da Revolução Egípcia, de 2011, que culminaram na derrubada de dois governos.

2 – What Happened, Miss Simone?

Em uma crítica sobre o filme, logo após o lançamento, Mike Hogan, diretor digital da revista Vanity Fair, descreveu bem o potencial da história e de sua personagem central. “O risco de fazer um documentário sobre uma artista imponente é que, ao explicá-la, você acaba diminuindo-a. Não Nina Simone – não desta vez. Na narrativa de Liz Garbus, o talento e a personalidade de Simone brilham tão gloriosamente singulares e incontroláveis como sempre”.

Na noite de 28 de fevereiro de 2016, o filme perdeu o prêmio para Amy, que retrata a vida de Amy Winehouse. A disputa acirrada que levava o nome de duas das maiores estrelas da história da música serviu como impulso para a relevância e grandiosidade das duas narrativas.

3 – Icarus

Primeiro vencedor dessa lista, o documentário conquistou o Oscar de 2018 com uma história de investigação conduzida pelo diretor e ciclista amador Bryan Fogel.

A pesquisa inicial, que buscava descobrir informações importantes sobre o doping nas competições esportivas, cresce quando o médico russo, Grigory Rodchenkov se vê em um escândalo gigantesco. A polêmica envolve até a agência de segurança de seu país e levanta questionamentos sobre os resultados de edições anteriores das Olimpíadas de Verão e de Inverno.

4 – American Factory

Dois anos depois, em 2020, a Netflix garantiu novamente a vitória da categoria com American Factory, primeira realização da Higher Ground, produtora do casal Barack Obama e Michelle Obama, também responsável pelo já citado Crip Camp, indicado em 2021.

O filme tem seu alicerce no choque cultural entre os sistemas de trabalho chinês e norte-americano, após a chinesa Fuyao estabelecer uma empresa no estado de Ohio e integrar as suas equipes com profissionais dos dois países.

5 – Democracia em Vertigem

Para fechar a lista, nada melhor que colocar o último representante brasileiro na premiação.

Disputando com American Factory, o longa, dirigido pela cineasta Petra Costa, chegou à premiação envolto em polêmicas por trazer bastidores e questionar pontos importantes do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do cenário político-econômico do país.

Em 2019, o filme foi o 2º documentário mais assistido da plataforma no Brasil.

Com essa lista já está tudo pronto para começar a sua maratona. E se quiser ler mais dicas de filmes, é só continuar navegando pelo Blog da Newton.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments