25 de setembro de 2022
Carreira Notícias

Cursos de capacitação ampliam a concorrência no mercado de trabalho

Por Ítalo Mendes

A quarentena ocasionada pela pandemia em 2020 fez com que pessoas pelo mundo todo iniciassem a busca por uma nova rotina. Com o Home Office, o Zoom, ferramenta de videoconferências, teve um salto extraordinário no valor de suas ações: de US$ 68, em janeiro, para US$ 150,25, em 22 de abril. Com o fechamento das salas de cinema e o aumento no tempo livre, as plataformas de streaming, como Netflix e HBO Go, cresceram uma média de 145%, com 1,2 bilhões de pessoas assinando algum desses serviços.

Porém, esses dois setores não foram suficientes para suprir as necessidades básicas da rotina de grande parte das pessoas. Na busca por equilibrar o tempo em casa, se livrar do tédio e conseguir ser mais produtivo, outra categoria que teve uma alta de pesquisas foi a de cursos online. De acordo com a Catho Educação, só no início da pandemia, entre 21 de março e 6 de abril, o número de matrículas em cursos EAD ou semipresenciais subiu 68%. E a tendência se fortaleceu durante o ano. Em novembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) revelou que, até então, cerca de 1,7 milhão de pessoas no Brasil tinham feito matrículas para estudar e se capacitar, muitas delas de forma gratuita.

A grande questão que potencializa os dados acima é que não dá pra ficar apenas na facilidade do acesso aos filmes ou atividades práticas para fazer em casa. Quem não aderir à nova leva de cursos e acreditar que é apenas uma fase, pode ficar para trás no mercado. Essa evolução nas qualificações será um diferencial nos processos seletivos nos próximos anos. Se você ainda não começou o seu projeto de estudos, chegou a hora. Veja nossas 5 dicas para se organizar e se qualificar profissionalmente.

1 – Escolha bem o curso

Atualmente, com a quantidade de cursos gratuitos, escolher aquele que realmente irá fazer a diferença para você é até mais complicado. A recomendação é pesquisar sobre todos os módulos que serão apresentados, as qualificações dos professores e da instituição responsável. O fator tempo é decisivo e você não vai querer ficar semanas ou até meses focado em algo que não será efetivo para a sua carreira.

2 – Organize o seu espaço

Escolha o melhor ambiente da casa para estudar, organize o espaço que for utilizar e deixe apenas aquilo que for necessário, evitando estímulos sonoros e visuais que possam tirar a sua concentração.

Se você é daquelas pessoas que se distraem e quando percebem já estão rolando o feed das redes sociais, desligar o celular durante as aulas pode ser uma medida necessária.

3 – Amplie as possibilidades

Diversas instituições renomadas em todo o mundo, incluindo universidades como Harvard, MIT e Yale, aproveitaram a onda crescente das buscas por formação para compartilhar e ampliar a sua gama de cursos gratuitos e disponíveis para todos os países. Alguns deles com versões em português.

Mesmo não sendo no modelo presencial, ter o nome de um desses institutos em seu currículo pode valer pontos significativos em um processo seletivo.

4 – Inclua o curso na sua rotina

Para quem está acostumado apenas com horários fixos para frequentar a escola ou faculdade, ter uma responsabilidade diária e online pode ser um passo para a procrastinação. Portanto, para evitar que isso aconteça, defina a sua própria grade de estudos, tarefas, provas e, sempre que possível, um momento separado para pesquisar e consumir conteúdos complementares.

Para toda essa programação, a nossa dica extra é realmente anotar tudo. Baixe o aplicativo Evernote, que já indicamos em outro texto. O app é básico e funcional para listar e catalogar todas as suas missões diárias.

5 – Trace um caminho

Estabeleça bem os seus objetivos profissionais e liste outros cursos que possam estipular uma sequência de aprendizados para aquilo que você realmente deseja trabalhar. Uma pesquisa de 2019 realizada com empresários brasileiros pela Korn Ferry, empresa de recursos humanos, apontou que poderíamos chegar a um déficit de 1,8 milhão de pessoas para vagas mais especializadas. O que pode ocasionar uma crise econômica também pode apontar caminhos para o futuro do país.

Você pode e deve pesquisar vários temas dentro da sua área de estudo, mas definir um foco ajudará com que se torne um especialista, consequentemente destacando o seu perfil entre os demais.

Pronto, agora é só definir os cursos que vão impulsionar a sua carreira em 2021! Para isso, a Newton conta com formações reconhecidas em EAD e semipresenciais, nas modalidades de Licenciatura, Bacharelado e Graduação Tecnológica. Além disso, você terá toda a infraestrutura que precisa para ser um vencedor nesse competitivo universo profissional, como laboratórios de informática, bibliotecas e um espaço adequado para realizar as atividades.

Clique aqui para ter todas as informações.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments