26 de novembro de 2022
Carreira Cultura Notícias Saúde

O famoso ditado “rir para não chorar” é um sinal de resiliência

Por Fernanda Nazaré 

Quando o nosso corpo libera serotonina e endorfina, substâncias que dão sensação de bem-estar e relaxamento, nos ajudam a estressar menos, podem aliviar dor e até fazer bem para o coração. Mas qual droga poderosa é essa que libera isso tudo? Rir.  

Não, eu não estou rindo da sua cara (apesar de querer sentir isso tudo aí que acabei de dizer). Rir, gargalhar pode trazer várias sensações de bem-estar e fisicamente nos beneficiar. Por exemplo, durante uma boa risada, o sistema límbico, responsável por nos fazer sentir bem, é acionado, juntamente com a área do cérebro responsável pelos movimentos dos músculos da face —ao todo, movimentamos até 80 músculos

Segundo a psicóloga clínica e coordenadora de Grupos da Maturidade do IPq (Instituto de Psiquiatria) da FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), Dorli Kamkhagi, conseguir rir também é um forte medidor de como anda a sua saúde mental. Em reportagem do site UOL, a especialista afirma que “pessoas que conseguem rir de si mesmas e dos problemas têm um alto nível de resiliência e costumam encarar a vida com mais leveza”. 

Então, sabe aquele ditado “rir para não chorar”? Tire a ironia dele e o veja, a partir de agora, como um sinal de força, coragem e maturidade emocional. E lembre-se, da mesma maneira que rir libera hormônios que fazem bem para nossa saúde, o estresse também provoca o mesmo – só que ao contrário. Ficar tenso, nervoso e impaciente libera cortisol e a epinefrina, substâncias que levam a uma série de reações inflamatórias.  

Um sorriso também vale! 

“Quando você ficar triste, que seja por um dia 

E não o ano inteiro 

E que você descubra que rir é bom 

Mas que rir de tudo é desespero” 

Este trecho da música de Frejat, “Amor para recomeçar”, pode ser refutado pela ciência. Rir de tudo não é desespero como pode mudar seu estado de espírito, mesmo que comece com um sorriso forçado em frente ao espelho.  

Um estudo da University of South Australia provou que sorrir, mesmo que seja por empatia, para sair de uma situação embaraçosa ou seja o que for, é algo muito bom. Agir desta maneira ainda pode te ajudar no ânimo em seguir o dia. As pessoas que participaram da experiência tiveram que fingir sorrir em frente ao espelho. Mesmo não sendo algo espontâneo, eles disseram conseguir desenvolver sentimentos positivos, levando-as a ter uma atitude mais positiva. 

O comportamento humano ainda é permeado de mistérios e fascina muita gente. Se você é um deles, confira nossa graduação em Psicologia!  

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments